terça-feira, 4 de maio de 2010

Não ao coração!

Não hei de conhecer
Nenhuma decepção
Que torne a ocorrer...

Digo não ao coração!
Qualquer sentimento vão
Não mais irá me convencer!

Sou fortemente frágil
Mas me suporto de um jeito ágil,
Esquivando-me dos pensamentos,
Fugindo de velhos momentos...

Nenhum comentário:

Postar um comentário