segunda-feira, 16 de maio de 2011

Versos engasgados!

Já não vejo graça no mais sincero dos sorrisos,
Pois nos olhares mais ingênuos há sempre a dor dos aflitos...
Suporto-me diante de tantas máscaras,
Pois ser ou não ser não é mais uma questão...
Resta apenas fingir que está tudo bem lá fora,
Enquanto minha alma, intacta e calada, chora...

Nenhum comentário:

Postar um comentário