sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Distante? (trova)

Lembrando do seu olhar,
Ao luar que, longe, brilha,
Saudades vêm torturar
A emoção escondida...

Meu caminhar (trova)

Não tenho a mesma fé,
Mas não perderei os passos!
Vou seguir, sempre de pé,
Desviando dos fracassos...

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Lágrimas (trova)

As lágrimas, escorrendo,
Em tua face calada,
São banhos do sentimento
Que d’alma se fez morada!

sábado, 15 de janeiro de 2011

Aniversário (trova)

Menos um ano de vida...
Restou-me comemorar
Uma nova tentativa
De um dia melhorar!

Haicai romântico

Buscar o sentir
D’alegria em amar
É viver em sonho...

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

O vôo da paz que não volta...

Teu sorriso voa cada vez mais distante,
Fugindo do carinho que, por ti, despejo ao nada,
Até que eu não possa mais encontrar,
Entre as nuvens, numa tentativa desesperada
De algum tipo de paz buscar
Ou qualquer coisa que consiga enganar
Esta falsa calma
De um coração doente
Que traz na alma,
Onde quer que pouse,
A tua falta...

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Ao vazio...

Minha máscara de choro carregada
Tem o peso que só na alma se sente!
Nas entranhas da dor encontrada,
Eu, fraqueza em forma de gente!

Ao vazio, jogo em versos
Esta alma de tristes cores,
Por caminhos já dispersos,
Entre acasos e dissabores.

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Teu olhar (trova)

Ao olhar pelos teus olhos,
Meu amor se faz certeza!
Quero tê-los ao meu lado
Como fonte de pureza!

Sonhar (trova)

Sonhar é um caso raro!
Da vida, remédio bom,
Que faz acertar o passo,
Transformando dor em dom!