quinta-feira, 28 de abril de 2011

Triste sinfonia (trova)

A melodia que choro
É uma mágoa que imploro
Expulsando esta dor!
Em silêncio, o amor...

sexta-feira, 15 de abril de 2011

"Sinto muito..."

Não há um pingo de esperança entre as lágrimas que despejo!
Apenas um vazio que mata, aos poucos, todo tipo de desejo.
É uma ausência egoísta que gera em mim o sofrer do medo
De ser alguém a mais suportando o próprio peso...

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Errante (trova)

Se não há jeito algum,
Caminho, em torto passo,
Pela dor que faz comum
A mania de fracasso...

Mero sonhador (trova)

Há sempre um que critica
Os que sonham nesta vida,
Mas hei de seguir a sina
De quem foge da rotina!

Sorria

Quando lágrimas transbordavam chagas,
Um gesto resgatou-me a esperança!
Sorriu, como num ato de bravura,
A inocência pura de uma criança.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Triste diagnóstico (trova)

Quem sofre deste chorar,
Tem n’alma seu despejar
Como chaga por sentir
A dor d’um amor partir...